Publicidade

A prática da corrida, vem ganhando bastante espaço no Brasil e no mundo todo, tudo pelo motivo que para correr bastam dois elementos para fazer a prática da corrida como: Tênis e Força de vontade. Porém nós veremos hoje, que não se trata penas disso, mas que são necessários outros fundamento para a prática desse esporte.

A Origem

A origem da corrida surgiu na pré-história, quando muitos homens precisavam se movimentar rapidamente para poder caçar ou fugir de predadores. Pois historicamente a mais famosa das corridas teria sido aquela que deu origem à prova que conhecemos hoje como maratona: no ano de 490 a.C. Tudo começou por um homem que foi responsável por levar para Atenas a noticia de que os gregos teriam vencido os persas na batalha de Maratona. Mas o homem teria corrido 35 quilômetros, e quando teria dado a noticia, teria caído no chão, já morto. Obvio que tudo não passa de uma lenda que não há indícios históricos de que isso tenha ocorrido realmente, mas o fato é que essa lenda impulsionou a entrada da prova de maratona já na primeira edição dos Jogos Olímpicos modernos, em 1896.

As provas de corridas hoje em dia são parte da modalidade de atletismo e se dividem em provas de velocidade e de resistência. Também tem as provas de velocidade que são aquelas de explosão, que são percorridas por uma curta distância em um menor período de tempo possível. Já as provas de resistência são caracterizadas por serem de média e longa distância, de modo que a resistência física dos atletas é testada. As provas de velocidade são aquelas em que os atletas devem percorrer até 400 metros; as de meio fundo têm trajetória entre 800 e 1500 metros; e as de fundo vão de 3.000 metros até a maratona, atingindo seu limite na ultramaratona.

Publicidade

Todos nós tratamos a corrida como esporte de competição, porém ela serve muito como uma atividade física, as pessoas que praticam visam a sua saúde tanto mental como física. Falaremos agora desse tipo de corrida:

Em 1980, houve a disseminação das ideias de Kenneth Cooper sobre uma corrida lenta, que ficou conhecida como cooper. Muitas pessoas aderiram a essa prática, mas o pensamento de que todas as pessoas deveriam percorrer a mesma distância, independente de sua condição física, logo ficou ultrapassado. Mas atualmente sabemos que a prática de qualquer atividade física é muito necessário e então tenha consciência de seu preparo físico:

Podemos dizer que se uma pessoa sedentária quiser iniciar a prática da corrida, ela sempre deverá passar por um período de transição por meio de caminhada moderada, passando para uma caminhada intensa, assim até inicias o trote leve. Também é possível que se intercale caminhada intensa e trote, até que a capacidade cardiorrespiratória satisfaça uma corrida moderada ou mesmo intensa.

Sabemos que a corrida auxilia no controle da massa corporal, que ajuda na manutenção do controle da diabetes, assim te ajuda a reduzir seus problemas de fundo emocional. Porém para quem corre acaba tento um impacto muito intenso sobre os joelhos. Assim, se quiser minimizar esse impacto é preciso utilizar um tênis com bom amortecimento e não estar muito acima do seu peso ideal. Pois o sobre preso aumento a impacto sobre a articulação.

Publicidade

Por fim, é necessário consultar um cardiologista antes de iniciar a prática, com a finalidade de verificar se não há problemas cardíacos. Isso porque a corrida não é recomendada em casos de pressão arterial e entre outros. Por isso, consulte sempre um cardiologista antes de iniciar a prática da corrida.