Publicidade

Já  pensou na possibilidade de investir em um Leilão de motos?

Você tem o sonho de possuir uma moto para ter mais facilidade e praticidade no dia a dia? 

Talvez um leilão de motos do Banco Santander possa ser uma boa opção. 

Publicidade

Afinal, nos leilões as pessoas podem comprar veículos por até 30% a menos do preço da tabela Fipe. 

O que pode ser uma ótima ideia para quem está em busca de um automóvel com preço mais acessível. 

Através dos leilões do Banco Santander, por exemplo, as pessoas podem encontrar motos seminovas, com variação de motos e preços. 

O que pode ser uma boa ideia analisar e conhecer, não é mesmo?

Publicidade

Deseja entender mais sobre o leilão de motos do Banco Santander? Basta continuar a leitura até o final! 

Como participar de um Leilão de motos do Banco Santander:

Quem pode participar de um Leilão

De maneira geral, qualquer cidadão com o CPF ativo pode participar do Leilão de Motos do Banco Santander.

Porém, é totalmente claro que é extremamente necessário estar de olho nas regras impostas pelo banco. 

A primeira é a obrigatoriedade, por exemplo, de ser maior de 18 anos. 

Mas claro que o banco também possui suas próprias métricas.

Publicidade

De antemão, é importante ter a disposição seus principais documentos, como:

1. Cópia do RG e CPF;

2. Comprovante de residência;

3. Comprovante de renda; 

4. Contrato social – no caso de pessoa jurídica. 

Como participar do leilão de motos do Banco Santander

Se seu interesse é participar de um leilão do Banco Santander, você precisa ficar atento às divulgações que ocorrem no site oficial do Santander.

Pois sempre que houver os eventos, todas as divulgações dos parceiros, datas e informações complementares, serão feitas no site do banco.

O banco faz a divulgação em seu site dos  parceiros credenciados, na qual você poderá visitar cada um individualmente para analisar as propostas. 

Como participar do leilão de motos do Banco Santander

É considerado seguro investir em um leilão?

Totalmente diferente do que a maioria das pessoas pensam: não funcionam como “terra de ninguém”.

Até porque existe a Lei nº 9.514/1997, que ajuda a regulamentar esse serviço, por exemplo.

A intenção da criação de leis, é entregar maior segurança para todos os lados: tanto dos compradores quanto dos vendedores.

O Santander, por exemplo, coloca no leilão, as motos que foram apreendidas por inadimplência. 

Isso porque quando o Banco oferece um empréstimo e o cliente não efetua o pagamento, o banco precisa leiloar o bem, para que não fique no prejuízo.

Por isso, é possível encontrar motos seminovas com variação de modelos e de preços. 

Mas é claro que a ida com o seu técnico de segurança não deve ser dispensada, pois nada como a ajuda de alguém de confiança nesse momento.

Outra dica que gostaríamos de te dar é para analisar o edital com bastante atenção para evitar futuros problemas. 

Sendo assim, mantenha a calma e a paciencia na hora de escolher a sua moto no leilão do Santander. 

Essas são as nossas indicações para quem está em busca de investir em uma moto. Aproveita e compartilha com seus amigos que também gostam dessas dicas.