Publicidade

Já ouviu falar no Leilão de motos do Detran?

Sobre o leilão de motos: saiba como é, como participar, como comprar?

Se você possui interesse nesse assunto, está no caminho correto.

Publicidade

Porque nesta matéria você irá aprender de forma bem explicativa tudo a respeito desse tema. Venha conosco saber melhor.

Você já pensou em realizar o seu sonho, meta de comprar uma moto do jeito que você deseja? A qual você sempre quis, e da melhor maneira… por um preço barato!

Isso ocorre por meio de leilões de motos apreendidas que acontecem todos os anos por departamentos como o Departamento Estadual de Trânsito – DETRAN.

Além disso, são feitos também pela Polícia Rodoviária, Receita Federal ou ainda pelos leilões judiciais.

Publicidade

Como funcionam os leilões de motos apreendidas?

Os leilões de motos apreendidas são uma imensa chance para as pessoas que almejam adquirir uma moto por um preço bem abaixo do preço de mercado.

Uma das maiores causas de apreensão de motos é pela ausência de pagamento das prestações mensais, problemas com a documentação, entre outros

No entanto, as infrações de trânsito que muitas pessoas cometem de pilotar sem habilitação ainda estão à frente e é campeã das apreensões de motos.

E de maneira resumida, um leilão de motos é uma venda pública de motos que por algum motivo, que pode ser um desses citados antes, foram apreendidas.

Essas apreensões ocorrem por autoridades de trânsito.

Publicidade

Cada automóvel é disponibilizado a partir de um lance de início e os participantes irão aumentando as suas propostas até que o maior lanche fique mesmo com a moto.

Leilão de motos pelo DETRAN

Na situação de apreensões feitas pelo Detran, depois do automóvel chegar ao pátio, o dono dele possui até cinco dias para regularizar a situação e retirá-lo sem pagar alguma taxa.

Essas taxas extras que possuem valores muito altos, por causa disso várias pessoas, donas dos veículos, acabam abandonando seu veículo.

Muitas vezes, isso ocorre devido ao proprietário não ter o valor exigido como taxa extra na hora de pagar, por esse motivo também deixam seu veículo de lado.

O Código Nacional de Trânsito prevê que as motos apreendidas devam ficar no pátio do Detran até 90 dias (três meses), e depois desse prazo, o leilão deve acontecer.

Em leilões de motos apreendidas, o pagamento tem que ser realizado à vista, dinheiro (espécie) ou cheque, ou por meio de depósito em conta judicial (internet).

Tudo de acordo com o edital.

Depois do arremate, os débitos da moto ficam quitados e é preciso emitir um novo documento para a moto.

Leilão de motos apreendidas.

O que precisa para participar do leilão de motos

Qualquer pessoa física pode participar de forma ativa do evento feito pelo Detran, sendo preciso apenas estar no dia do evento para participar do leilão.

Os automóveis em leilão vão ser entregues aos compradores no estado em que estiverem, sem qualquer tipo de mudança.

Vale lembrar também que nenhuma das dívidas do carro são herdadas pelo novo proprietário.

No leilão do Detran, o valor da venda da moto tem que ser o bastante para pagar o IPVA e todas as multas.