Publicidade

A tecnologia tem desempenhado um papel cada vez mais importante em diversas áreas, incluindo, na indústria da arquitetura, pois ela torna os processos de design e planejamento mais eficientes e realistas. 

Entre as ferramentas digitais disponíveis, os aplicativos para arquitetura desempenham um papel de extrema importância.

Neste artigo, listamos quatro aplicativos que podem ser de grande auxílio para arquitetos, engenheiros e designers de interiores: AutoCAD, MagicPlan, SketchUp e AutoDesk FormIt.

Publicidade

1. AutoCAD: A Ferramenta Clássica de Design

O AutoCAD é um dos softwares pagos mais populares e utilizados na indústria da arquitetura.

Ele oferece uma variedade de recursos para criação de desenhos técnicos e modelos 2D e 3D. O AutoCAD possibilita que os profissionais da arquitetura projetem com precisão, criem plantas baixas detalhadas e visualizem seus projetos em três dimensões.

Uma das maiores vantagens é a sua vasta comunidade de usuários, o que significa que há uma abundância de recursos de aprendizado e suporte disponíveis online.

Além disso, a interoperabilidade com outros programas, como o Revit, torna o AutoCAD uma escolha popular em escritórios de arquitetura.

Publicidade

Sua versão em aplicativo está disponível para Android e iOS.

2. MagicPlan: Criando Plantas Baixas em Instantes

O MagicPlan é um aplicativo que simplifica a criação de plantas baixas, com uso da Realidade Aumentada. Usando a câmera de um dispositivo móvel, os usuários podem criar plantas baixas precisas de um espaço com apenas alguns cliques.

Ele é especialmente útil para profissionais que desejam capturar rapidamente as dimensões de um ambiente e até mesmo para agentes imobiliários que desejam criar anúncios atraentes para propriedades.

Uma característica interessante do MagicPlan é a capacidade de adicionar detalhes às plantas baixas, como móveis e objetos, tornando-as visualmente atraentes e informativas. Além das medições, ele também gera relatórios e cálculos.

Isso o torna uma ótima escolha para a comunicação com clientes e colegas, além de simplificar a elaboração de projetos.

Publicidade

Seu download pode ser feito pela Google Store e Apple Store, possui versão paga e a versão free com recursos limitados.

3. SketchUp: Modelagem 3D Intuitiva

O SketchUp é conhecido por sua abordagem intuitiva à modelagem 3D e é amplamente utilizado por arquitetos e designers de interiores.

Este aplicativo foi desenvolvido para que os usuários criem modelos 3D detalhados de edifícios, móveis e paisagens com facilidade.

Sua interface simples e a extensa biblioteca de componentes pré-fabricados tornam o processo de design eficiente e agradável.

Além disso, o SketchUp oferece a capacidade de compartilhar modelos 3D com outras pessoas, facilitando a colaboração em projetos de equipe.

Os arquitetos também podem usar o SketchUp para criar renderizações realistas e animações que ajudam a visualizar projetos de forma convincente.

O aplicativo está disponível em versão web, dispositivos móveis Android e iOS, além da versão Make (gratuita) e a versão Pro (paga).

4. AutoDesk FormIt: Design e Análise Integrados

O AutoDesk FormIt é uma ferramenta de design e modelagem 3D que se destaca por sua integração com análises ambientais.

Os arquitetos podem usar o FormIt para criar modelos 3D rapidamente e em tempo real, em seguida, realizar análises de desempenho energético e ambiental para otimizar seus projetos em termos de sustentabilidade.

Além disso, o FormIt oferece a capacidade de importar modelos do AutoCAD e do Revit, tornando-o uma extensão valiosa do fluxo de trabalho de um arquiteto.

A colaboração é facilitada por meio da integração com o BIM 360, que possibilita que equipes trabalhem juntas em projetos de qualquer lugar.

O AutoDesk FormIt pode ser baixado em Windows e dispositivos da Apple, como Ipads e celulares iOS e é gratuito.

Conclusão

Os aplicativos para arquitetura desempenham um papel fundamental na modernização da indústria, tornando o design, o planejamento e o projeto mais acessíveis, eficientes e colaborativos.

É importante notar que, embora essas ferramentas digitais sejam valiosas, elas não substituem a expertise e a criatividade dos arquitetos.

Em vez disso, elas servem como ferramentas para melhorar a eficiência e a qualidade dos projetos.

À medida que a tecnologia continua a evoluir, os arquitetos devem abraçar essas ferramentas e adaptar-se às mudanças na indústria para continuar a criar espaços criativos, fascinantes e essenciais para o mundo.